fbpx

Método Alexander e o melhor uso de si mesmo.

Sentar, levantar, cantar, tocar um instrumento: essas são algumas das práticas corriqueiras que a maioria das pessoas executa automaticamente. Agora, já pensou como o desempenho dessas funções também pode gerar tensões que acabam prejudicando nosso organismo no longo prazo?

Desenvolvido e praticado há mais de cem anos, o método Alexander existe justamente para ajudar as pessoas a encontrar o uso mais eficiente do corpo, sem esforços e tensões desnecessárias nas atividades corriqueiras.

Tudo começou entre 1890 e 1900, quando Frederick Matthias Alexander buscou sem sucesso vários tratamentos para tratar dos problemas de voz que estavam afetando sua carreira como ator Shakespeareano em Londres. Depois de um longo processo de observação da própria postura e da forma de usar o corpo, ele não apenas identificou a origem do problema, mas também desenvolveu uma forma de curá-lo.

Alexander deduziu que, ao criar um desalinhamento entre a cabeça e a espinha dorsal, a postura errada rompia com o alinhamento geral do corpo. Diante disso, passou a usar uma nova maneira de se posicionar e percebeu que, além de não perder a voz, a técnica o ajudava a ser um orador ainda melhor.

Com essa descoberta, Alexander passou a estudar profundamente os mecanismos do corpo humano e criou um método que – há mais de um século – é aplicado em músicos, bailarinos e todas pessoas que desejam quebrar os padrões de tensão e usar de forma melhor (e mais suave) o próprio corpo.

Como são as aulas de Alexander?

As aulas de Alexander combinam instruções verbais e demonstrações práticas em que o professor posiciona o corpo do aluno adequadamente. São basicamente lições que estimulam a pessoa a pensar de maneira diferente e recuperar o aprumo natural do corpo, transformando os hábitos físicos em saudáveis atitudes na vida cotidiana.

As aulas, que podem durar entre 30 e 60 minutos, incluem a execução de ações simples como sentar, parar em pé, andar e reconhecer os padrões de tensão e esforço desnecessários, podendo assim, evitá-los.

Além de ser uma técnica de reeducação corporal, Alexander é uma forma de adquirir mais leveza e suavidade nos movimentos.

Então, já parou para pensar em como você está usando seu corpo?

Para quem deseja saber mais sobre o assunto, recomendamos dois livros importantes: Técnica de Alexander: Postura, Equilíbrio e Movimento” da professora Regina Vieira e O Uso de Si Mesmo” de F. Matthias Alexander. E, claro, nada como fazer uma aula para experimentar e conhecer esse método que, assim como a rotina de higiene oral, consegue resultados incríveis no médio e no longo prazo.

Todos os professores da técnica Alexander passam por um treinamento de três anos, com 1.600 horas de aulas. No site da ABTA, você pode inclusive encontrar os professores capacitados que atuam no Brasil.

 

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: