fbpx

A halitose e o bullying: como dar um jeito nisso.

O pintor Van Gogh sofria de depressão e foi vítima de bullying por causa de sua doença e seu jeito de pensar. A cantora Demi Lovato foi vítima de bullying no colégio onde estudava na adolescência, onde os colegas fizeram uma petição pedindo que ela se matasse. E muitas pessoas assinaram, dizendo: ‘Sim, esperamos que ela leve a ideia adiante’. 

Dá para imaginar?

Assim como Van Gogh e Demi Lovato, inúmeros famosos e milhões de pessoas anônimas também já sofreram ou sofrem com o bullying, uma prática ligada a atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, verbais ou físicas, que são exercidas por um ou mais indivíduos, causando sofrimento e angústia, a fim de intimidar ou agredir outra pessoa sem que ela tenha a possibilidade de se defender, em uma relação desigual de forças ou poder.

Apesar das escolas estarem cada vez mais atentas ao problema, ele pode trazer um impacto profundo na vida de crianças e jovens que ainda não uma forte estrutura emocional ou personalidade formada. 

Seja alto ou baixo demais, o aluno pode virar motivo de gozação. 

Seja nerd com notas altas ou com dificuldade nos estudos, a criança pode ser alvo contínuo de ataque e piadas. 

Seja introvertido ou popular demais, o adolescente está sujeito a ser vítima de comentários maldosos incessantes.

E por aí afora. Basta não fazer parte de um “padrãozinho” para sofrer algum tipo de ataque ou perseguição. 

Na vida adulta a mesma coisa. 

O bullying pode entrar na vida cotidiana das pessoas de qualquer idade, seja como cyberbullying, bullying doméstico, bullying racista, entre outros. 

Só que, diferentemente do tempo de Van Gogh, esse tipo de comportamento hoje em dia é considerado crime, constitui infração e é passível de virar caso de polícia, com penas severas em muitos casos. 

A halitose e o bullying

Infelizmente a maioria das pessoas com halitose não percebe que sofre do problema, simplesmente porque a tendência do olfato é se acostumar com o próprio cheiro. 

Seja na infância ou na vida adulta, a halitose pode virar motivo de bullying. 

No entanto, esse é um tipo de sofrimento que pode ser evitado com uma higiene oral de qualidade, que inclui a limpeza da língua. 

A maioria dos problemas de halitose tem origem na boca e podem ser resolvidos com a higiene oral completa que inclui: escovação dos dentes + uso de fio dental e/ou uso de escovas interdentais para acessar os espaços entre os dentes + higienização da língua com produtos específicos.

Dedicando apenas 10 segundos para a limpeza diária da língua, é possível eliminar os restos de comida e as bactérias que se acumulam sobre a sua superfície, soltando gases com cheiro de enxofre. 

O ideal é que a limpeza seja feita com uma escova como a TUNG, que é específica para essa função, além do gel da TUNG, que contém zinco na formulação para neutralizar os odores.

Você deve estar pensando: só isso resolve e evita o mau hálito?  

Na maioria dos casos, a resposta é um retumbante SIM!! 

Por isso, é tão importante que as pessoas saibam a importância dos cuidados com a higiene oral desde os primeiros anos de vida, seja para ter uma vida saudável, seja para evitar o bullying. 

Se muitas pessoas não tem sensibilidade e empatia, isso não significa que não podemos nos proteger delas. Concorda?

 

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: